terça-feira, 31 de janeiro de 2017

PROJETO VIDA´RTE: Praticas e exercícios do Teatro do Oprimido


PROJETO VIDA´RTE

PROJETO VIDA´RTE

NOME DA ENTIDADE:

COORDENADORA: Lúcia Martins Peixoto

JUSTIFICATIVA: O Projeto Vida´rte tem finalidade sociocultural  tendo como principal linha metodológica o Teatro do Oprimido, visando sensibilizar para a necessidade de uma “Comunicação Efetiva” visto que, a falta de dialogo se configura num entrave nas relações pessoais e principalmente na convivência social.  O Teatro do Oprimido visa o resgate da cidadania por meio da expressão cultural tendo como foco principal a constituição de espaço de convivência, formação para a participação e desenvolvimento da cidadania partindo da máxima preconizada por Augusto Boal. “Atores somos todos nós, e cidadão não é aquele que vive em sociedade: é aquele que a transforma!”

PÚBLICO ALVO: Adolescentes e jovens de baixa renda, moradores de bairros periféricos.


OBJETIVO: Sensibilizar o Público alvo para as demandas do Projeto Vida´rte, a partir das técnicas do Teatro do Oprimido desenvolver a “Comunicação Efetiva”  bem como Promover princípios éticos em defesa da vida para a viabilização de uma cultura de paz e pleno exercício da cidadania.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS: Desenvolver oficinas de artes (teatro, dança, música, poesia, etc) em espaços próprios e alternativos (escolas, sindicatos Igrejas, associações, praças etc). Promover encontros, rodas de conversa, palestras e debates visando a convivência pacífica, integração na vida comunitária, desenvolvimento sustentável e preservação do planeta. 
Viabilizar junto à sociedade e ao poder público, otimização e construção de espaços específicos para as manifestações culturais.

METAS: O projeto tem como Meta Principal a melhoria da qualidade de vida do Público Alvo, propiciando o desenvolvimento lúdico e sociocultural de modo a combater a ociosidade, o consumo de drogas e por consequência a disseminação da violência.
METODOLOGIA: O projeto VIDA´RTE, tem como marco referencial a metodologia do Teatro do Oprimido (TO) desenvolvida por Augusto Boal, em meados da década de 60, e hoje praticada em mais de 70 países. É um método estético que sistematiza Exercícios, Jogos e Técnicas Teatrais que objetivam a desmecanização física e intelectual de seus praticantes para o fazer artístico, seja por meio de oficinas, cursos e outras atividades de caráter educativo.

CRONOGRAMA: O projeto é dinâmico, de modo que cada grupo definirá seu próprio cronograma. As oficinas temáticas tem duração de 3 mês sendo 1 vez por semana com duração de 2 horas. Cursos e palestras devem ser definidos de acordo com o tema e a dinâmica de cada grupo.


ORÇAMENTO: O projeto deve ser autossustentável, dependendo da comunidade local e dos participantes sua infraestrutura e manutenção.




OFICINA VIDA´RTE: Praticas e exercícios do Teatro do Oprimido 

JUSTIFICATIVA: A OFICINA VIDA´RTE : Praticas e exercícios do Teatro do Oprimido  tem como Objetivo Sensibilizar Educadores (Pais, Professores, Responsáveis) para a necessidade de uma “Comunicação Efetiva” visto que, a falta de dialogo se configura num entrave nas relações pessoais e principalmente na convivência social.  O Teatro do Oprimido visa o resgate da cidadania por meio da expressão cultural tendo como foco principal a constituição de espaço de convivência, formação para a participação e desenvolvimento da cidadania partindo da máxima preconizada por Augusto Boal. “Atores somos todos nós, e cidadão não é aquele que vive em sociedade: é aquele que a transforma!”

OBJETIVO: Sensibilizar o Público alvo para as demandas do Projeto Vida´rte, a partir das técnicas do Teatro do Oprimido desenvolver a “Comunicação Efetiva”  bem como Promover princípios éticos em defesa da vida para a viabilização de uma cultura de paz e pleno exercício da cidadania.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS: Desenvolver oficinas de artes (teatro, dança, música, poesia, etc) em espaços próprios e alternativos (escolas, sindicatos Igrejas, associações, praças etc). Promover encontros, rodas de conversa, palestras e debates visando a convivência pacífica, integração na vida comunitária, desenvolvimento sustentável e preservação do planeta. 
Viabilizar junto à sociedade e ao poder público, otimização e construção de espaços específicos para as manifestações culturais.

PÚBLICO ALVO: Educadores e Educandos (Máximo 30 pessoas por oficina)

METODOLOGIA: O Projeto será desenvolvido em parceria com entidades parceiras e terá a duração de 2 meses. As oficinas serão realizadas semanalmente com duração de 2 horas Finalizando com apresentação Cultural.


ORÇAMENTO: O projeto deve ser autossustentável, ficando a cargo da entidade parceira as condições físicas (Local) e dos participantes sua infraestrutura e manutenção.

CONTATOS:
EMAIL: luciamtpeixoto@msn.com
TEL.:) whatsapp) 951281352

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Tempos Difíceis: Apesar de Temer... Nada deve parecer Impossível de Mudar!

Segundo Vídeo do Canal (Sem Edição e sem produção) Deixe o seu (y) Comentários e sugestões!

Tempos Difíceis: Apesar de Temer... Nada deve parecer Impossível de Mudar!



Apresentação do canal: Meu paradoxo

Enfim criei coragem... Dá uma olhadinha no meu "Canal Experimental" 
deixem seu (Joinha) sugestões... e o mais importante SE INSCREVA NO CANAL!



domingo, 29 de janeiro de 2017

Meu Paradoxo!

Porque é Domingo!
Não só por ser domingo
O dia amanheceu aberto
Sol brilhando forte
Corpo pedindo sossego
Alma pedindo afago
Coração (Contrariando Blaise Pascal)
Pulsa o sangue, oxigena o cérebro
Mente em fotossíntese
Dialética, filosófica e poética
Ensaia a tese, a antítese e a síntese.
Compõe meu enigma
Não me decifra, tal pouco me devora
Sou transitória
Esfinge Grega
Ártemis em Troia
Afrodite gestando Eros
Deméter na primavera!
Tigresa que Caetano cantou!

sábado, 7 de janeiro de 2017

Minhas Confissões

CONFISSÕES...

Confessar-me a mim mesma, mergulhar no mais profundo do meu eu, desbravar o âmago do meu ser, caminho árduo que me pus a percorrer acreditando-me mestra de mim mesma, confiante do meu próprio saber, peguei a estrada... já nos primeiros pedregulhos tornou-se quase impossível equilibrar-me sobre os saltos alto e suportar o peso da bagagem. 
Quanto excesso me dispunha carregar!?
Qual penoso foi aquele porfiar!
Onde estou eu agora?
Numa praia “quase virgem”, sob o sol escaldante do meio-dia vestida em trajes de gala. Na contemplação do mar, num sopro de vento, me vem o oráculo de Delfos. “Conhece-te a ti mesma!” Quase que por encantamento vi meu dedo indicador desenhar na areia a imagem que a cada traço reconheci sendo de um sábio, estatura mediana, barba branca, expressão serena, voz tênue a se confundir com a brisa do mar. “Ninguém educa a ninguém, como tampouco ninguém se educa a si mesmo: os homens se educam em comunhão, mediatizados pelo mundo” .
Eureka!

Diante dele, o Mestre Paulo Freire, despi-me sem nenhum puder, lancei ao mar tudo o que reconheci de inútil em minha bagagem...  Em vestes simples, chinelas de dedo, mergulhei naquela mar... do qual sai, “meio cheia daquilo que penso saber e meio vazia do que sei que é preciso apreender.”


quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

200 EXERCÍCIOS E JOGOS: Augusto Boal



Revendo o Manual para preparar as Oficinas de Teatro do Oprimido 2017!

http://docslide.com.br/documents/augusto-boal-200-jogos-para-atores-e-nao-atores.html 

OFICINA VIDA´RTE: Praticas e exercícios do Teatro do Oprimido

PROJETO VIDA´RTE: Praticas e exercícios do Teatro do Oprimido 
NOME DA ENTIDADE: (Parceira) 
COORDENADORA: Lúcia Martins Peixoto

JUSTIFICATIVA: A OFICINA VIDA´RTE : Praticas e exercícios do Teatro do Oprimido  tem como Objetivo Sensibilizar Educadores (Pais, Professores, Responsáveis) para a necessidade de uma “Comunicação Efetiva” visto que, a falta de dialogo se configura num entrave nas relações pessoais e principalmente na convivência social.  O Teatro do Oprimido visa o resgate da cidadania por meio da expressão cultural tendo como foco principal a constituição de espaço de convivência, formação para a participação e desenvolvimento da cidadania partindo da máxima preconizada por Augusto Boal. “Atores somos todos nós, e cidadão não é aquele que vive em sociedade: é aquele que a transforma!”

OBJETIVO: Sensibilizar o Público alvo para as demandas do Projeto Vida´rte, a partir das técnicas do Teatro do Oprimido desenvolver a “Comunicação Efetiva”  bem como Promover princípios éticos em defesa da vida para a viabilização de uma cultura de paz e pleno exercício da cidadania.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS: Desenvolver oficinas de artes (teatro, dança, música, poesia, etc) em espaços próprios e alternativos (escolas, sindicatos Igrejas, associações, praças etc). Promover encontros, rodas de conversa, palestras e debates visando a convivência pacífica, integração na vida comunitária, desenvolvimento sustentável e preservação do planeta. 
Viabilizar junto à sociedade e ao poder público, otimização e construção de espaços específicos para as manifestações culturais.

PÚBLICO ALVO: Educadores e Educandos (Máximo 30 pessoas por oficina)

METODOLOGIA: O Projeto será desenvolvido em parceria com entidades parceiras e terá a duração de 2 meses. As oficinas serão realizadas semanalmente com duração de 2 horas Finalizando com apresentação Cultural.


ORÇAMENTO: O projeto deve ser autossustentável, ficando a cargo da entidade parceira as condições físicas (Local) e dos participantes sua infraestrutura e manutenção.


CONTATOS:
EMAIL: luciamtpeixoto@msn.com
TEL.:) whatsapp) 951281352

PROJETO VIDA´RTE

PROJETO VIDA´RTE

NOME DA ENTIDADE:

COORDENADORA: Lúcia Martins Peixoto

JUSTIFICATIVA: O Projeto Vida´rte tem finalidade sociocultural  tendo como principal linha metodológica o Teatro do Oprimido, visando sensibilizar para a necessidade de uma “Comunicação Efetiva” visto que, a falta de dialogo se configura num entrave nas relações pessoais e principalmente na convivência social.  O Teatro do Oprimido visa o resgate da cidadania por meio da expressão cultural tendo como foco principal a constituição de espaço de convivência, formação para a participação e desenvolvimento da cidadania partindo da máxima preconizada por Augusto Boal. “Atores somos todos nós, e cidadão não é aquele que vive em sociedade: é aquele que a transforma!”

PÚBLICO ALVO: Adolescentes e jovens de baixa renda, moradores de bairros periféricos.


OBJETIVO: Sensibilizar o Público alvo para as demandas do Projeto Vida´rte, a partir das técnicas do Teatro do Oprimido desenvolver a “Comunicação Efetiva”  bem como Promover princípios éticos em defesa da vida para a viabilização de uma cultura de paz e pleno exercício da cidadania.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS: Desenvolver oficinas de artes (teatro, dança, música, poesia, etc) em espaços próprios e alternativos (escolas, sindicatos Igrejas, associações, praças etc). Promover encontros, rodas de conversa, palestras e debates visando a convivência pacífica, integração na vida comunitária, desenvolvimento sustentável e preservação do planeta. 
Viabilizar junto à sociedade e ao poder público, otimização e construção de espaços específicos para as manifestações culturais.

METAS: O projeto tem como Meta Principal a melhoria da qualidade de vida do Público Alvo, propiciando o desenvolvimento lúdico e sociocultural de modo a combater a ociosidade, o consumo de drogas e por consequência a disseminação da violência.
METODOLOGIA: O projeto VIDA´RTE, tem como marco referencial a metodologia do Teatro do Oprimido (TO) desenvolvida por Augusto Boal, em meados da década de 60, e hoje praticada em mais de 70 países. É um método estético que sistematiza Exercícios, Jogos e Técnicas Teatrais que objetivam a desmecanização física e intelectual de seus praticantes para o fazer artístico, seja por meio de oficinas, cursos e outras atividades de caráter educativo.

CRONOGRAMA: O projeto é dinâmico, de modo que cada grupo definirá seu próprio cronograma. As oficinas temáticas tem duração de 3 mês sendo 1 vez por semana com duração de 2 horas. Cursos e palestras devem ser definidos de acordo com o tema e a dinâmica de cada grupo.


ORÇAMENTO: O projeto deve ser autossustentável, dependendo da comunidade local e dos participantes sua infraestrutura e manutenção.





OFICINA VIDA´RTE: Praticas e exercícios do Teatro do Oprimido 

JUSTIFICATIVA: A OFICINA VIDA´RTE : Praticas e exercícios do Teatro do Oprimido  tem como Objetivo Sensibilizar Educadores (Pais, Professores, Responsáveis) para a necessidade de uma “Comunicação Efetiva” visto que, a falta de dialogo se configura num entrave nas relações pessoais e principalmente na convivência social.  O Teatro do Oprimido visa o resgate da cidadania por meio da expressão cultural tendo como foco principal a constituição de espaço de convivência, formação para a participação e desenvolvimento da cidadania partindo da máxima preconizada por Augusto Boal. “Atores somos todos nós, e cidadão não é aquele que vive em sociedade: é aquele que a transforma!”

OBJETIVO: Sensibilizar o Público alvo para as demandas do Projeto Vida´rte, a partir das técnicas do Teatro do Oprimido desenvolver a “Comunicação Efetiva”  bem como Promover princípios éticos em defesa da vida para a viabilização de uma cultura de paz e pleno exercício da cidadania.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS: Desenvolver oficinas de artes (teatro, dança, música, poesia, etc) em espaços próprios e alternativos (escolas, sindicatos Igrejas, associações, praças etc). Promover encontros, rodas de conversa, palestras e debates visando a convivência pacífica, integração na vida comunitária, desenvolvimento sustentável e preservação do planeta. 
Viabilizar junto à sociedade e ao poder público, otimização e construção de espaços específicos para as manifestações culturais.

PÚBLICO ALVO: Educadores e Educandos (Máximo 30 pessoas por oficina)

METODOLOGIA: O Projeto será desenvolvido em parceria com entidades parceiras e terá a duração de 2 meses. As oficinas serão realizadas semanalmente com duração de 2 horas Finalizando com apresentação Cultural.


ORÇAMENTO: O projeto deve ser autossustentável, ficando a cargo da entidade parceira as condições físicas (Local) e dos participantes sua infraestrutura e manutenção.

CONTATOS:
EMAIL: luciamtpeixoto@msn.com
TEL.:) whatsapp) 951281352

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Manhãs Ensolaradas!

Manhãs ensolaradas e quentes
(Como a de hoje)
Fazem suar a pele
Elevam a`lma da gente
Quando o silêncio é quebrado
Pelo uivo do vento matinal
Foge-nos dos lábios aquele sorriso maroto
E nos percebemos outra vez Infante!

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Eu diante do espelho: filosofando e poetizando a vida!


Eu diante do espelho
Olhando-me nos olhos
Afagando-me a`lma
Me fazendo juras de amor próprio
Cantarolando Essa (Sempre) Nova Mulher!

"Livre, livre, livre para o amor
Quero ser assim, quero ser assim
Senhora das minhas vontades e dona de mim
Livre, livre, livre para o amor..."

https://www.letras.mus.br/simone/250907/